ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Com apoio do Ministério da Integração Nacional, barragem de Ingazeira recebe novos recursos


O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) foi um dos parlamentares a participar, nesta quarta-feira  (31), de reunião entre o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, com os governadores Paulo Câmara (Pernambuco) e Renan Filho (Alagoas). Na ocasião, o legislador garantiu junto ao Ministério a inclusão das obras da Barragem da Ingazeira – no Sertão do Pajeú – no montante de R$ 30 milhões que serão aplicados em ações emergenciais pós-chuvas em Pernambuco e Alagoas.
O reconhecimento federal já foi publicado por procedimento sumário no Diário Oficial da União desta quinta-feira e o aporte financeiro poderá ser liberado ainda esta semana. Entre as demais ações previstas, estão recursos para a instalação de hospitais de campanha do Exército Brasileiro, aquisição de kits de ajuda humanitária, auxílio às famílias desabrigadas, contratação de maquinários para limpeza das vias públicas e ações de recuperação de danos nas regiões mais afetadas pelas fortes chuvas.
As obras da Barragem de Ingazeira começaram a ser estudadas há 35 anos, em 1981 – quando o general João Baptista Figueiredo era presidente do Brasil na Ditadura Militar. A construção do reservatório começou apenas 17 anos depois, em setembro de 1998 – e foi paralisada em dezembro daquele ano, conforme dados do Tribunal de Contas da União (TCU).
Desde então foram 8 paralisações e cerca de R$ 40 milhões investidos. Até os dias atuais, os cerca de 50 mil habitantes de Ingazeira, São José do Egito, Tabira e Tuparetama ainda precisam apelar para água de carros pipa e poços artesianos.