ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

quarta-feira, 26 de julho de 2017

No Congresso da Amupe, Câmara faz balanço de ações do Governo


O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), foi uma das presenças no 4º Congresso da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), que teve início nesta terça-feira (25), no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Durante discurso para o público, formado em sua maioria por prefeitos pernambucanos, o chefe do Executivo estadual fez um balanço das ações realizadas pelo Governo do Estado.
Paulo Câmara destrinchou os investimentos que o Governo vem realizando, e citou obras como a Adutora de Serro Azul, em Palmares, e afirmou o Estado vai continuar com o repasse de recursos, por meio do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para que as prefeituras consigam promover obras e ações.
"Eu quero continuar avançando com o apoio dos municípios, governando com parcerias, olhando Pernambuco por inteiro. A gente tem um desafio muito grande, mas nós vamos fazer juntos. Nós vamos continuar as obras do FEM e iniciar o FEM 3. Onde não foi iniciado, completar as obras e fazer com que elas saiam do papel, como no Pernambuco em Ação", afirmou.
O governador de Pernambuco também falou sobre a crise econômica, política e federativa. "No momento que estamos passando de uma crise econômica, política e federativa, é fundamental discutir o futuro, afinal moramos nas cidades. Todos os encaminhamentos para as cidades passam pela unidade, por sentar à mesa. Passam por gestão, mas principalmente pela política e Pernambuco tem a tradição e faz política com p maiúsculo", afirmou.
O gestor também falou sobre as ações de segurança pública. "A segurança tem sido olhada todos os dias, com o máximo de atenção. Vamos investir mais de R$ 4 bilhões com segurança a partir de 2018, vamos ter concurso todo ano para Polícia Militar com pelo menos 500 vagas. Nosso Estado é maior do que qualquer crise. Quero governar com o apoio de vocês e o Pernambuco em Ação vai dar garantir de que os investimentos não podem faltar. Quando encerrarmos o programa vamos ter anunciado mais de R$ 1 bilhão de investimentos nas cidades de todas as regiões", revelou. O gestor também ressaltou que 2015 foi um ano duro e que 2016 foi pior do que ele. No entanto, declarou que são sabe como 2017 vai terminar.