ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

sábado, 12 de agosto de 2017

Tabira: vice de Sebastião Dias, José Amaral não votará em Ricardo Teobaldo


Admitindo que tem participado pouco da gestão Sebastião Dias, o vice-Prefeito de Tabira José Amaral falou ontem ao Programa Cidade Alerta da Cidade FM. “O Prefeito está trabalhando, mas deveria ter feito mais nos quase 8 meses”, disse.
Mesmo assim Amaral destacou ações como melhoria de todas as escolas, construção de todos os postos de saúde, e ações que virão como nova Praça Gonçalo Gomes, Quadra no Espirito Santo e o que ele considera como prioridade, colocar em prática o Plano Diretor da cidade.
Sobre as eleições de 2018 José Amaral tornou explicita mais uma ruptura no palanque do Prefeito Sebastião Dias: “Não voto em Ricardo Teobaldo para Federal (questão pessoal).
O meu deputado sairá entre o tabirense Carlos Veras e o nome que Josete Amaral (ex-prefeito), apoiar”. O estadual tem tudo para ser Antônio Moraes. Para o governo do estado apoiará Armando Monteiro. José negou interesse de disputar a sucessão do Prefeito.
Sobre o processo de cassação contra a chapa vencedora apresentado pela coligação que apoiou as candidaturas de Nicinha Brandino e Genedy Brito, Jose Amaral se mostrou tranquilo depois de vencer na comarca de Tabira e no TRE por 6 a 1. (O TSE dará a palavra final).
Amaral disse que ficou sabendo que tinha uma ação contra ele em Santa Cruz da Paraíba, quando ouviu a propaganda eleitoral do adversário em carro de som. “Processo correu a revelia. Não tive direito de defesa. Na 1ª instancia o MP pediu nulidade e o Tribunal não acatou”.
José também atacou. Chamou o Dr. Cesar Pessoa de advogado do diabo por ter trabalhado na campanha passada em dois palanques e será processado junto a OAB. Contra o mesmo advogado disse que o acionará judicialmente por ele ter atacado os desembargadores que julgaram a ação. Para encerrar disse estar melhor de saúde (fez uma angioplastia), mas ainda longe de estar 100% e agradeceu a equipe medica que lhe socorreu, em especial o médico Jorge Drumond.
Por Anchieta Santos