ACADEMIA


quarta-feira, 23 de março de 2022

Quadrilha que faturou R$ 12 milhões com sorteios falsos é alvo da Policia Federal no Agreste

 


Uma operação da Polícia Federal (PF) expediu, nesta terça-feira (22), medidas cautelares judiciais e mandados de busca e apreensão a empresários e ganhadores de prêmios de sorteios localizados nas cidades de Caruaru, Cachoeirinha e Garanhuns. De acordo com a PF, as investigações identificaram que um grupo criminoso manejava um esquema que teria faturado cerca de R$ 12 milhões por lavagem de dinheiro. Os investigados poderão responder por crimes de lavagem de bens e valores, associação criminosa, estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso; cujas penas, somadas, podem chegar a 22 anos de prisão.

A operação policial chamada de “Venerália”, deflagrada pela PF de Varginha, em Minas Gerais, aponta que o grupo tinha bases operacionais em mais de um estado da federação. A polícia considera que a operação visa combater a lavagem de dinheiro decorrente do comércio de títulos de capitalização, na modalidade popular, entre os anos de 2011 e 2016, vendidos em dezenas de cidades.

A PF explicou que 27 ordens judiciais foram expedidas pela 11ª Vara Federal de Belo Horizonte, sendo nove medidas cautelares judiciais específicas e 18 mandados de busca e apreensão em desfavor de pessoas físicas e jurídicas, cumpridos nas cidades pernambucanas de Caruaru (3), Garanhuns (1) e Cachoeirinha (1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.