ACADEMIA

terça-feira, 30 de abril de 2019

Agricultor transforma área degradada no Sertão de Pernambuco em reserva ecológica com mais de 500 espécies de plantas


Uma reserva agroecológica com mais de 500 espécies de plantas chama atenção de pesquisadores e de agricultores em Exu, no Sertão de Pernambuco. Esta é uma iniciativa de Vilmar Luiz Lermen, um agricultor agroflorestal paranaense que, com muito esforço, transformou dez hectares cinza, em uma área verde.
A serra dos Paus Dóias fica há quase 900 metros de altitude. Antes de Vilmar chegar ao local com a família, a área estava totalmente degradada. Muitos não acreditaram, que em meio à caatinga, pudesse surgir um oásis totalmente agroecológico.
“Com muita experimentação, com muita observação, e conversa com as pessoas. Você vai passando nos lugares, vai conversando como é que as pessoas fazem para conviver, para sobreviver, que planta é essa, como ela se dá, e a partir disso vai testando, vai experimentando para ver se aquela informação de fato é válida para esse ambiente onde nós estamos”, explica Vilmar.
Em toda a reserva, já são mais de 500 espécies de plantas, das nativas, como a Palma e o Mandacaru, até as mais exóticas, como a Gliricídia: uma leguminosa, encontrada normalmente nos países da América Central.
O agricultor tem mostrado que a convivência com o semiárido é a prova de que se plantando, tudo dá. “Vale aquela primeira frase do Pero Vaz de Caminha quando chegou aqui no Brasil em 1500, né? É possível, sim”, garante Vilmar, destacando poder da sustentabilidade.
“A gente precisa aprender a captar a energia do sol, através do processo de fotossíntese, né? Acumular carbono, acumular todos os nutrientes, fazer a ciclagem, acumular água para que a gente possa usar no período de estiagem. As sementes, guardar os alimentos, guardar forragem para os animais, fazer essa socialização, essa partilha, em que não só se alimentamos nós, os seres humanos, mas os animais, as plantas, os microrganismos que fazem a caatinga ser o sistema altamente resiliente e que hoje tenha o potencial de medicamentos, alimentar, muito grande e que ainda é muito pouco pesquisado”.
Além de ser um ponto turístico, a reserva também é um local de estudos e pesquisas para universidades de todo o Brasil. A Universidade Federal Rural de Pernambuco é uma delas. Eles estão na reserva fazendo análises do sistema de águas cinza da reserva.
“Muito importante essa ligação da universidade com os movimentos sociais, as ONGs que trabalham com a questão do ambiente e da produção agrícola para pequenos agricultores, é muito importante. E nesse momento a gente interage com isso, trazendo o saber da academia, para encontrar o saber dos pequenos agricultores, a forma como eles trabalham, dentro das dificuldades que têm como pequenos agricultores em regiões semiáridas, como é a nossa”.
Os agricultores cada vez mais estão percebendo a importância desse sistema ecologicamente correto. No ano passado, foram mais de três mil visitantes, que se encantam e aprendem as lições de cultivos conscientes adequados à convivência com o semiárido passadas por Vilmar.
“Eu acredito que é a mudança que está realmente precisando a natureza, que é o que está realmente precisando. A gente vê que a natureza está sufocada”, diz o agricultor Antônio Cavalcante.
De semente em semente, o sonho de Vilmar se transformou em realidade, para o futuro, o que ele espera é que todo o Sertão possa viver tempos novos e verdes, como a esperança.
“Que nós possamos ter muito trabalho à frente, que possamos contribuir com esse local, com essa comunidade, com esse município, com essa região, mas que também possamos servir de algum modo de referência, dentro daqueles potenciais que foram nesses últimos 13 anos experimentados, construídos, sistematizado, catalogado, e que dão resultados positivos possam chegar a milhares de famílias, lugares, municípios e cidades que convivem com esse semiárido brasileiro”, finalizou Vilmar. Com informações do G1/Petrolina e Região.

Paulo Câmara prestigia Festa da Divina Misericórdia em Arcoverde


Blog de Edmar Lyra
O governador Paulo Câmara participou, neste domingo (28), da 15ª edição da Festa da Divina Misericórdia, no santuário localizado no distrito de Serra das Varas, a 15 km do centro de Arcoverde, município do Sertão do Moxotó. O tradicional evento religioso atraiu cerca de 40 mil peregrinos, de acordo com a organização da festa, em suas diversas atividades temáticas. O governador, que participou da Santa Missa nesta manhã, destacou a importância da festa para a renovação da fé. 
“É muita alegria estar aqui neste domingo, na festa linda da Misericórdia, vendo um clima de paz, harmonia e otimismo. E é isso que a gente quer para o nosso Estado. A gente vem aqui para renovar as energias, agradecer a Deus e buscar, cada vez mais, inspiração para comandar os destinos de Pernambuco”, afirmou Paulo Câmara.
A prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, também participou do encontro religioso. “A festa da Divina Misericórdia é muito importante não só para Arcoverde como para toda a Região. Até para pessoas de outros Estados, que vêm para cá se fortalecer da fé aqui. Este Santuário tem sido uma bênção! E a gente se abastece da fé neste momento”, afirmou.
A festa é promovida pelo Centro de Educação e Desenvolvimento Comunitário (CEDEC). Estiveram presentes ao evento o presidente e fundador do CEDEC, Padre Adilson Simões, além do Arcebispo de Caruaru, Dom Dino, a viúva do ex-governador Eduardo Campos, Renata Campos, e seu filho, o deputado federal, João Campos.
FESTA DA MISERICÓRDIA
Entre as revelações de Jesus à Santa Faustina, nos mistérios da fé católica, a Festa da Misericórdia é o ponto mais alto da Devoção a Deus. O encontro tem o objetivo de incentivar a busca contínua da Divina Misericórdia e a devoção ao Terço da Misericórdia, para que a revisão de vida seja verdadeira naquele que crê.

Barragem de Ingazeira já é berço do cultivo ilegal com agrotóxicos. Mortes relacionadas aumentam na região


As imagens são de Tito Barbosa e mostram a situação da Barragem da Ingazeira hoje. Com apenas cerca de 5% de sua capacidade total, segundo dados do movimento, ela já acumula mais de 5 milhões de metros cúbicos de água.
Já é o suficiente para que práticas ilegais comecem a ganhar forma em seu leito. A denúncia é de que treze hectares às margens da barragem já estão sendo usados para cultivo de pimentão e tomate com alta incidência de agrotóxicos, aparentemente sem controle ou assessoria técnica adequada.
E não faltam alertas. Segundo Elias Silva, Presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente e integrante das discussões da Câmara Consultiva Regional do Comitê de Bacias do São Francisco, alerta que está sendo articulado um grande seminário sobre agrotóxicos.
“Os números são alarmantes. Há aumento de mortes já consolidadas por agrotóxicos no Pajeú”, alerta.
Uma das ideias alimentadas por ele, que também integra a gestão municipal, é de um seminário sobre o uso inadequado de agrotóxicos aqui na região, com envolvimento de grupos como o Fé e Poítica, da Diocese.”É uma pauta que está correndo solta devido à fumaça gerada pela Reforma da Previdência”, diz.

Brejinho e Itapetim participaram do ato em Recife, PE lutam em defesa do Sistema Único de Assistência Social

Ao som do coro “Avante, Suas”, pernambucanos saíram em defesa do Sistema Único de Assistência Social em ato público, nesta sexta-feira (26/04),  na frente da Assembleia Legislativa de Pernambuco contra o corte de recursos que compromete a execução de programas voltados para pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social.
Deputados, vereador, conselheiros, trabalhadores, funcionários públicos e beneficiários de programas sociais participaram do encontro, além de representantes de municípios de todo o Estado, como Moreno, Condado, Serra Talhada, Afogados de Ingazeira, Olinda e Bezerros. Representando o secretário da pasta de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude do Estado, Sileno Guedes, durante o evento, a secretária executiva e ex-deputada, Laura Gomes, relembrou em seu discurso as lutas de Miguel Arraes e Eduardo Campos.  O objetivo do evento foi defender os direitos e reforçar o compromisso com a seguridade social, a aposentadoria, os professores, os agricultores e todos vulneráveis e público menos favorecido. Durante o ato, o secretário executivo de Assistência Social, Joelson Rodrigues, também advertiu para o desmonte de uma política social que levou décadas para ser construída.
As autoridades enfatizaram que ao todo 35% da população pernambucana será atingida diretamente pelo desmonte do Suas, mas esse número é ainda maior a partir do momento que deixa de movimentar a economia local.
Sobre o tema, o secretário do Estado, Sileno Guedes também relembrou os governos populares anteriores, que segundo ele, fizeram a diferença exatamente porque entenderam a importância da participação social, de ouvir as pessoas e priorizar as ações que atendam diretamente seus reclamos e necessidades. Os deputados Isaltino Nascimento, Lucas Ramos, João Paulo, Alessandra Vieira, Tereza Leitão, Carol, representante do Juntas e Túlio Gadelha, o vereador Ivan Moraes e a presidente do Conselho Estadual de Assistência Social de Pernambuco, Lourdes Vinokur estavam presentes.

SJEGITO: “VEREADOR E MORADORES FAZEM MUTIRÃO PARA LIMPAR CEMITÉRIO. PREFEITURA FOI COBRADA E NÃO EXECUTOU O SERVIÇO; DISSE ALDO”


O vereador Aldo da Clipsi (PT) disse que cansou de solicitar ao prefeito de São José do Egito Evandro Valares (PSB) que enviasse equipes da Prefeitura para retirarem o mato que tomava conta do cemitério do povoado Batatas. Nesta semana o Vereador organizou mutirão junto a moradores da localidade e fizeram o serviço, que diz Aldo;  que é obrigação do Executivo.

Com inchadas nas mãos o vereador e residentes da comunidade deixaram o cemitério limpo; todo o mato foi retirado. Aldo disse que ele e a população fizeram o que era para o prefeito ter executado. Convidou, inclusive, outros vereadores a se juntarem e desenvolverem o mesmo trabalho em outros cemitérios que se encontram nas condições que o das Batatas estava. Aldo na tribuna da Câmara nesse sábado(27) disse: “A cidade está abandonada, ruas escuras, matos nos meios fios, buracos, um descaso, um abandono, nunca se viu a Terra da Poesia tão desassistida, uma vergonha”.Pontuou Aldo.

Bolsonaro voltaBolsonaro volta a defender Escola sem Partido a defender Escola sem Partido


Por: Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro publicou neste domingo (28) em seu perfil na rede social Twitter vídeo de uma aluna que alega que uma professora de gramática usou 25 minutos dentro de sala de aula para fazer críticas ao governo, ao movimento Escola sem Partido e ao escritor Olavo de Carvalho. Junto ao vídeo, Bolsonaro escreveu: “Professor tem que ensinar e não doutrinar”.
Questionado pela imprensa sobre o assunto quando chegava à casa de um dos filhos, o presidente voltou a defender o movimento Escola sem Partido. “Nós queremos a escola sem partido ou, se tiver partido, que tenha os dois lados. Isso tem que ser. Não pode é ter um lado só na sala de aula. Isso leva ao que nós não queremos”, afirmou.
Encontro com Maia
Bolsonaro também falou sobre o encontro que teve com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na manhã deste domingo. Bolsonaro disse que os dois conversaram durante cerca de uma hora. Sobre o que foi tratado na conversa, o presidente disse apenas que a visita foi para tratar “de um montão de assuntos”.
À Agência Brasil, a assessoria de Maia informou que o encontro foi para tratar do projeto de reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional.
*Colaborou Felipe Pontes

PREFEITURA DE AFOGADOS INAUGUROU RUAS E PRAÇA NO RESIDENCIAL LAURA RAMOS


Os moradores do Conjunto Residencial viveram um sábado de festa. Acompanhado do Vice-prefeito, Alessandro Palmeira, da primeira-dama, Madalena Leite, de vereadores e lideranças, o Prefeito José Patriota inaugurou as obras de calçamento da Avenida Éverton Felipe de Lima e da Rua Carlos Fernando Bezerra de Sena. O Prefeito também inaugurou a praça Vera Lúcia Serafim, com paisagismo, bancos, parquinho sustentável e uma nova e moderna iluminação em LED. As crianças fizeram uma festa. Além de se divertirem na praça, elas também puderam, durante a inauguração, participar de oficinas de pintura, ministradas pelo artista Luciano Pires.
“Estou muito feliz em poder atender essa demanda da população do Laura Ramos. Investimos aqui, só com essas obras, 274 mil Reais. E esperamos poder fazer ainda mais por essa comunidade,” destacou Patriota. Em sua fala, o Prefeito ainda lembrou que precisou investir 1,5 milhão de Reais para concluir as casas e deixa-las em condições de moradia, com água, luz e saneamento. “Investimos mais de um milhão em recursos próprios, para que as pessoas pudessem morar com dignidade,” finalizou.
A pedido da comunidade, a Prefeitura limpou e organizou uma área para a prática do futebol. Os moradores também receberam da Prefeitura, bolas e redes para as traves no local instaladas. A parte festiva da inauguração ficou por conta das apresentações do grupo de dança “Expressarte” e do sanfoneiro Zé Moreno.
Praticamente toda a bancada que apoia o governo na Câmara esteve presente: vereadores Igor Mariano, Reinaldo Lima, Sargento Argemiro, Luiz Besourão, Cícero Miguel, Franklin Nazário, Daniel Valadares, Augusto Martins e Raimundo Lima. Estes dois últimos, os autores dos requerimentos que nominaram as ruas e a praça, após reunião onde ouviram as sugestões dos moradores.
Emoção – Durante a inauguração, um momento que fez o Prefeito Patriota se emocionar bastante. Uma mãe, cujo filho especial vivia com sequelas de uma meningite, agradeceu ao Prefeito todo o cuidado e carinho dispensado ao filho pelo poder público municipal.
Infelizmente, Deus o chamou para si, mas a gratidão continua viva no coração daquela mãe.

Ministério Público Federal consegue condenação de ex-prefeito de Carnaubeira da Penha


O Ministério Público Federal (MPF) em Salgueiro/Ouricuri obteve, na Justiça Federal, a condenação de Manoel José da Silva, ex-prefeito de Carnaubeira da Penha, no São Francisco pernambucano, por atos de improbidade administrativa. De acordo com ação ajuizada pelo MPF, o ex-gestor deixou de prestar contas de recursos federais recebidos pela Prefeitura por três anos. O caso está sob responsabilidade do procurador da República André Estima.
As apurações indicaram que, entre 2009 e 2011, Manoel José da Silva deixou de prestar contas de verbas recebidas do Ministério da Saúde, além de não repassar, a seu sucessor, a documentação relativa à gestão desses recursos, bem como os documentos referentes a verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
Devido a essas irregularidades, o município de Carnaubeira da Penha formulou representação contra o ex-prefeito, noticiando a omissão do envio das prestações de contas ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde e ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação.
A Justiça Federal condenou Manoel José da Silva ao pagamento de multa civil a ser destinada ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.
Processo nº 0800344-90.2017.4.05.8304 – 20ª Vara Federal em Pernambuco

Prefeitura Municipal de Carnaíba realiza ações do Programa Saúde na Escola (PSE) na Gameleira e Martiniano Martins


A Prefeitura Municipal de Carnaíba, localizada no Sertão do Pajeú, nos dias 16 e 26 de abril, através da Secretaria Municipal de Saúde, juntamente da equipe da UBS Lagoa do Caroá, realizou a Avaliação Antropométrica, a Verificação e Atualização da Situação Vacinal dos escolares das Escolas Municipais da Gameleira e na Martiniano Martins.

Ações que fazem parte do Programa Saúde na Escola (PSE), proporciona mais qualidade de vida aos alunos que residem na zona rural do município carnaibano. 

A cada 3 horas e 40 minutos uma pessoa morre por acidente de trabalho



O Brasil registra uma morte por acidente de trabalho a cada 3horas e 40 minutos. Segundo o Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho, entre 2012 de 2018 foram contabilizados 17.200 falecimentos em razão de algum incidente ou doença relacionados à atividade laboral. Neste domingo, é comemorado o Dia Mundial e Nacional de Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças de Trabalho, uma data criada para alertar a sociedade sobre o problema.

No comparativo por anos, houve queda nos registros, com 2.659 casos em 2014; 2.388 em 2015; 2.156 em 2016; 1.992 em 2017; e 2.022 em 2018. Já os acidentes de trabalho são mais frequentes e ocorrem a cada 49 segundos. No mesmo período, foram registrados 4,7 milhões incidentes deste tipo, conforme o Observatório.

Os tipos de lesão mais comuns foram corte e laceração, com 734 mil casos (21%). Em seguida, vêm fraturas, com 610 mil casos (17,5%), contusão e esmagamento, com 547 mil (15,7%), distorção e tensão, com 321 mil (9,2%) e lesão imediata, com 285 mil (8,16%). As áreas mais atingidas foram os dedos (833 mil incidentes), pés (273 mil), mãos (254 mil), joelho (180 mil), partes múltiplas (152 mil) e articulação do tornozelo (135 mil).

As áreas com maior incidência de acidentes de trabalho foram atendimento hospitalar (378 mil), comércio varejista, especialmente supermercados (142 mil), administração pública (119 mil), construção de edifícios (106 mil), transporte de cargas (100 mil) e correio (90 mil). Já no ranking por ocupação, as ocorrências mais frequentes foram as de alimentador de linha de produção (192 mil), técnico de enfermagem (174 mil), faxineiro (109 mil), servente de obras (97 mil) e motorista de caminhão (84 mil).

Entre os homens, os acidentes foram mais frequentes na faixa etária dos 18 aos 24 anos. Já entre as mulheres, no grupo de 30 a 34 anos.

Na distribuição geográfica, os estados com maior ocorrência destes incidentes foram São Paulo (1,3 milhão), Minas Gerais (353 mil), Rio Grande do Sul (278 mil), Rio de Janeiro (271 mil), Paraná (269 mil) e Santa Catarina (185 mil).

Meta da Secretaria Municipal de Saúde de Carnaíba é vacinar no mínimo 90% do público prioritário.


A Prefeitura Municipal de Carnaíba, iniciou dia 11 de abril a Campanha Nacional de vacinação contra a gripe influenza. Os 60% de vacinas recebidos da X Regional de Saúde foram distribuídos para as nove Unidades de Saúde da Família (UBS) para vacinação de Gestantes, Crianças de seis meses a menores de seis anos e Idosos.

A partir de maio terá início para os demais grupos prioritários compostos por: Puérperas (até 45 dias após o parto); Profissionais de saúde (da rede pública ou privada); Professores (da rede pública ou privada); Jovens entre 12 e 21 anos de idade (que estejam sob medida sócio-educativa); Detentos e funcionários do sistema prisional; Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Para todos, será necessária a comprovação da condição especial.

A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar no mínimo 90% do público prioritário.

Segundo a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Janniele Carla, a campanha durará  até o dia 31 de maio e a Prefeitura promoverá o dia “D” de vacinação, no dia 04 de maio. Neste dia  as pessoas que se enquadrarem nesses grupos prioritários, procurem a sua unidade de saúde de referência para serem vacinadas.

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Rodrigo Maia nega entrevista fazendo críticas a familiares de Bolsonaro


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, negou ter concedido entrevista fazendo referências negativas aos filhos do presidente Jair Bolsonaro. “Concordei em bater um papo com o jornalista, deixando claro que não era entrevista”, disse ele sobre matéria divulgada no site BuzzfeedNews, destacando que expressões usadas pelo jornalista durante a conversa acabaram atribuídas a ele, no texto.
O presidente da Câmara disse também que tem como norma não fazer referência à família de outras pessoas, por isso ficou tão chateado com o que foi publicado. Maia já havia feito chegar esses esclarecimentos ao presidente Jair Bolsonaro na noite desta sexta-feira (26), e que na manhã deste sábado (27) afirmou ser tudo invenção.
“Tenho certeza de que isso é um fake. Eu gosto do Rodrigo Maia. Ele tem respeito por mim, eu tenho por ele”, afirmou Bolsonaro. A matéria do site atribui a Maia a afirmação de que o filho deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) vive um “momento de deslumbramento”. Indagado sobre isso, Bolsonaro sorriu.
“Mandei uma mensagem via Onyx [Lorenzoni, ministro da Casa Civil] para ele ontem à noite dizendo que o que nós dois juntos podemos fazer não tem preço”, contou, “e 208 milhões de pessoas precisam de mim, dele e de grande parte de vocês”, continuou dirigindo-se a jornalistas.
“Rodrigo Maia é pessoa importantíssima para o futuro de 208 milhões de pessoas. Espero brevemente poder conversar com ele”, concluiu.

Governos de sete estados assinam carta em apoio à reforma da Previdência


Governadores de estados que compõem as regiões Sul e Sudeste do Brasil se reuniram neste sábado (27), em São Paulo e, no intervalo do encontro, distribuíram à imprensa uma carta de apoio à reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro (PSL).
No documento, deixaram claro que são contra a retirada dos estados e municípios da reforma. Os governadores também fizeram questão de ressaltar que, além da PEC da Previdência, é importante aprovar no Congresso o plano do governo federal de socorro aos estados, conhecido como Plano Mansueto.
“Todos os governadores do Sul e do Sudeste estabeleceram claramente, na reunião deste sábado, forte oposição a qualquer tentativa de excluir os Estados e municípios da reforma da Previdência”, disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).
Além de Doria, a reunião contou com a presença dos governadores de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), e de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL). O Rio de Janeiro e o Paraná foram representados pelos vice-governadores Cláudio Castro (PSC) e Darsi Piana (PSD), respectivamente.
Eles disseram que estão contribuindo na articulação política pela aprovação da reforma, para que as demandas dos Estados sejam atendidas. “Estamos mobilizados junto às bancadas para que isso aconteça”, afirmou o governador gaúcho. “É um trabalho de corpo a corpo, de encontrar e de ligar”, disse governador mineiro.
Doria destacou após o encontro que aprovar uma reforma de ao menos 800 bilhões de reais de economia é providencial para manter as contas públicas em dia. A referência ao montante foi feita dias depois de o presidente Jair Bolsonaro ter dito em café da manhã com jornalistas que esse seria o valor mínimo aceitável pelo governo federal. O ministro da Economia, Paulo Guedes, tem falado em um piso de 1 trilhão de reais.
“É imperativo combater o déficit fiscal, recuperar a confiança de investidores, nacionais e internacionais, ingressar na fase de crescimento contínuo, gerando empregos e oportunidades aos brasileiros”, informa o documento assinado pelos governadores.
BPC e aposentadoria rural
Apesar de ter assinado a carta, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), frisou que é contra os itens da reforma da Previdência relativos ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), à aposentadoria rural e à desconstitucionalização do sistema previdenciário. Também disse ser contra uma proposta que crie um regime de capitalização. Embora se oponha a esses pontos, o governador capixaba ressaltou que é favorável à reforma e acredita que a proposta poderá ajudar o país e os estados a resolverem seus problema fiscais.

Prefeitura de Calumbi vivencia projeto Cidadão


Da Assessoria

Nesta quarta-feira (24) foi realizado no espaço da Câmara Municipal de Vereadores de Calumbi o encontro do grupo de trabalho do projeto Gestão Cidadã.

Desenvolvido pela Amupe em parceria com a União Europeia, o Gestão Cidadã visa contribuir para a consolidação da gestão participativa pública democrática e participativa, a fim de atender aos interesses da população.

A oficina contou com a presença da articuladora do programa Gestão Cidadã aqui no Sertão, Socorro Veras; da prefeita do município de Calumbi, Sandra Magalhães e do presidente da Câmara de Vereadores, Robério Vaqueiro.

Além das participações do secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Afonso Matheus; a secretaria de assistência social, Solange Magalhães; representante da Coordenadoria da Mulher; representante do Comdica; representante do Creas, representante da sociedade civil, representante da Igreja Católica e as coordenadoras do Controle Interno da Câmara e da Prefeitura.

No evento foi traçado o plano de metas da gestão transparente e participativa para o exercício de 2019, fortalecendo a participação do cidadão calumbiense.

Carne sem refrigeração é apreendida em Sertânia


Uma carga de 100 quilos de carne bovina sem refrigeração foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), neste sábado (27), em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. A mercadoria estava sendo transportada ilegalmente dentro do porta-malas e em sacolas plásticas no interior de um carro.
De acordo com o motorista, de 32 anos, a mercadoria saiu do município de Buíque, no Agreste de Pernambuco e seria comercializada em Ibimirim, também no Sertão do Estado.
A ocorrência aconteceu após policiais avistaram um automóvel acessando um desvio na tentativa de não passar em frente ao posto da PRF. A abordagem foi realizada no quilômetro 278, da BR-232.
A ocorrência foi encaminhada à Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), que encaminhou o produto para descarte no aterro sanitário de Sertânia

Prefeituras de Afogados da Ingazeira, Carnaubeira da Penha e Custódia na esperança pelo FEM da Segurança


Sem dinheiro, não se faz prevenção. A grita é geral entre os gestores municipais. A desculpa de que a competência constitucional de cuidar da segurança é do Estado não explica, sozinha, a falta de liderança política dos prefeitos e de uma ação articulada das prefeituras no combate à criminalidade. Mesmo os que já abriram os olhos para essa necessidade alegam que não têm caixa suficiente para dar conta de infraestrutura, saúde, educação e ainda enfrentar a violência. Uma fonte de recursos, criada em abril do ano passado, pode ser uma luz para os cofres municipais. O Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), específico para a segurança, já vem sendo acessado por prefeituras e promete injetar alguns milhões de reais para financiar ações concretas, como melhoria da iluminação pública, instalação de câmeras de monitoramento, compra de materiais, viaturas e armas não letais para as guardas municipais. O fundo só não permite usar o dinheiro para comprar armas de fogo.
O montante de recursos disponível para as prefeituras investir em segurança vai depender do repasse total do FEM de cada município. O projeto de lei do então deputado estadual Aluísio Lessa estipulava a obrigatoriedade de uma média de 10% do fundo para o combate à criminalidade, mas, em abril do ano passado, quando o governador Paulo Câmara sancionou a lei, o texto terminou sem definir um percentual específico. Criado em 2013, o FEM geral já está na terceira edição. Juntas, as três versões somam repasses na ordem de R$ 732 milhões. O FEM da Segurança só se tornou obrigatório para a partir da última edição.
Pelo menos três prefeituras já apresentaram planos de trabalho, destinando parte dos recursos para o combate à criminalidade. Afogados da Ingazeira e Carnaubeira da Penha, ambas no Sertão, vão gastar cerca de R$ 150 mil para implantar um sistema de videomonitoramento. Já Custódia, na mesma região, solicitou quase R$ 40 mil para melhorar a iluminação pública da cidade.
“Essa fonte de recursos abre uma janela de esperança para começar a estruturar alguma política de segurança nos municípios. Muitas cidades não têm dinheiro nem para criar uma guarda municipal”, afirma o prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota. Ele reconhece que ainda não existe uma cultura entre os gestores de assumir a sua parte no enfrentamento da violência, mas diz que a destinação de recursos específicos para a área vai ajudar a transformar essa realidade.
Secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil de Paulista, Manoel Alencar, também se mostra otimista com a mudança de visão e postura dos prefeitos. À frente do Conselho Nacional dos Gestores e Secretários Municipais em Segurança (Consems), ele diz que a entidade tem feito uma peregrinação junto ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, para que o governo federal transfira recursos direto para os municípios. “É uma cobrança geral da população por segurança. Aonde o gestor municipal chega, ele é obrigado a dar explicações, a apresentar resultados. Tenho certeza de que, na hora que tiver recursos, as ações vão começar a acontecer”, acredita.
VALORES DO FEM
  • 732 milhões é o total de repasse de recursos nas três edições do FEM já lançadas pelo governo do Estado.
  • 3 municípios do Sertão já solicitaram verbas do FEM da segurança para iluminar ruas e instalar videomonitoramento.

Polícia prende no Maranhão homem procurado por homicídio em Santa Cruz da Venerada-PE desde 2010


Com o auxílio de policiais civis e militares do Maranhão, policiais militares de Pernambuco prenderam nessa sexta-feira, 26, um homem procurado desde 2010 por um homicídio praticado em Santa Cruz da Venerada, no Sertão do Araripe. Francisco de Assis Souza Pereira, 29 anos, foi preso em Santa Inês-MA e deve ser entregue à justiça pernambucana.
Contra ele havia um mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Ouricuri, pelo homicídio qualificado de Hildebrando Gonçalves Siqueira. O crime aconteceu no dia 30 de março de 2010.
Depois de ser capturado, Francisco de Assis foi levado para a 7ª Delegacia Regional de Santa Inês-MA, passou pelos procedimentos de rotina e foi encaminhado ao sistema prisional do Estado.

Programa de Fortalecimento da Aprendizagem é lançado pela Secretaria de Educação de Carnaíba


Por Aryel Aquino
A Secretaria de Educação da Prefeitura de Carnaíba/PE, no Sertão do Pajeú, lançou na tarde desta sexta-feira (26/04), o Programa de Fortalecimento da Aprendizagem, que visa melhorar o desempenho de alunos nas disciplinas de língua Portuguesa e Matemática no ensino fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes, otimizando o tempo de permanência do estudante no colégio.
Durante o lançamento, a secretária de educação, Cecília Maria, e o prefeito do município, Anchieta Patriota (PSB), fizeram uma explanação sobre o Programa, que atenderá alunos do 5º ao 9º ano, com a complementação da carga horária em 10 horas semanais, no contraturno escolar.
O Fortalecimento da Aprendizagem vai ainda garantir uma educação em tempo integral, com diversas atividades complementares. A ideia, segundo a gestão, é estimular a criação de estratégias pedagógicas comprometidas com a melhoria na qualidade do ensino público oferecido pelo município e, a ampliação de ações e metas que motivem e possibilitem a aprendizagem em contexto sócio-escolar.
O lançamento do Programa aconteceu na quadra de esportes da escola municipal Cônego Luiz Gonzaga Vieira de Melo e contou com a presença de alunos, professores, gestores escolares, e diversos profissionais da educação, bem como do vice-prefeito, Júnior de Mocinha.

Conferência da Criança e do Adolescente em Sertânia reúne mais de 200 pessoas

Foi promovida nesta quinta-feira (25), no município de Sertânia, a 7ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O evento foi realizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDECA) e pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania. A ação aconteceu no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, na Avenida Presidente Vargas, e contou com 250 participantes, entre crianças, adolescentes e pessoas que trabalham na área da infância e da juventude, setores de saúde, assistência social, educação, cultura, esporte e lazer.
A iniciativa teve início com o credenciamento do público e logo depois houve a abertura oficial com apresentações culturais da Escola de Música Demétrio Dias Araújo, ligada a Secretaria de Juventude, Esporte, Cultura e Turismo; grupo de capoeira Tapurumã; alunos do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), que apresentaram um recital sobre a dengue; grupo de dança Sete Cores; membros do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que realizaram uma homenagem a Rua Velha.
Após esse momento houve a formação da mesa com as autoridades presentes, entre elas o prefeito Ângelo Ferreira, a Secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Rita Rodrigues, o Presidente do Conselho Tutelar, Tiago Medeiros, o Presidente do COMDECA, Filipe Morais e vereadores. Em seguida foi lido o regimento interno da conferência, que teve continuidade com a palestra da Conselheira Tutelar Maria Cristina Bezerra abordando o tema: Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências.
Foi dada sequência ao evento com a formação dos grupos de trabalho que debateram os seguintes assuntos: Garantia dos Direitos e Políticas Públicas Integradas e de Inclusão Social; Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes; Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes; Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes; Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Promoção; Proteção e Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes.
Foram cinco eixos de discussão que tinham como finalidade apresentar ideias que promovam a qualidade de vida das crianças e adolescentes de Sertânia. A ação consiste na elaboração de políticas públicas que assegurem o cumprimento dos direitos desse público.
Foram aprovadas 25 propostas, entre elas: criação de um centro de apoio à criança e ao adolescente; ações voltadas para a criança e adolescente de comunidades rurais; e informatização em todas as escolas do município.  Ao fim, foram escolhidos onze delegados que representarão Sertânia na etapa regional.

Programa Minha Casa, Minha Vida precisa se reinventar, dizem especialistas


Com dez anos completados em março, o programa Minha casa Minha Vida precisa se reinventar, segundo especialistas. Embora o balanço da década seja positivo, com 4 milhões de moradias entregues desde 2009, o programa precisa de ajustes já que o modelo atual de financiamento com recursos públicos se esgotou. Com a crise fiscal, são exatamente as famílias da faixa 1, com renda de até R$ 1,8 mil por mês, as mais prejudicadas, já que recebem subsídio de 100% do valor do imóvel.
– Depois de uma década, o programa tem que se reinventar. Não pode depender apenas do dinheiro público ou dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Se há problemas com essas duas fontes de recursos, o programa para, diz Ciro Biderman, coordenador do Centro de Política e Economia do Setor Público da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que fez um estudo sobre o impacto do Minha Casa Minha Vida na expansão das metrópoles brasileiras.
Ele lembra que com a liberação dos recursos de contas inativas do FGTS, medida tomada no governo do presidente Michel Temer para injetar mais recursos na economia, o programa sofreu uma freada brusca na contratação de imóveis nas faixas 2 e 3, que engloba as famílias com renda mensal entre R$ 4 mil e R$ 9 mil. O FGTS custeia cerca de 90% do financiamento dessas faixas.
Outro problema do Minha Casa Minha Vida, apontado pelo estudo de Biderman, é que muitos conjuntos habitacionais foram construídos em locais distantes do centros urbanos, e sem instalações básicas, como água, energia ou esgoto. A conta de investir nessa infraestrutura ficou para os municípios, que também não têm recursos para atender todas as necessidades dos moradores. Além disso, a distância das moradias prejudica a qualidade de vida de quem mora longe do trabalho e leva horas no deslocamento, mostrou o estudo.
Para Juliana Inhasz, professora de economia do Insper, outro obstáculo enfrentado pelas famílias de renda mais baixa que procuraram moradia própria pelo programa foi a qualidade de muitos projetos. Como as construtoras acabam sendo contratadas por um custo fixo, em muitos casos, elas economizam com os materiais e as casas apresentam muitos problemas.
O maior conjunto do Minha Casa Minha Vida, o Viver Melhor, localizado no extremo norte de Manaus, no Amazonas, inaugurado em fevereiro de 2014, está “esfarelando” atualmente. Foram 8.855 unidades construídas, entre casas e prédios de quatro andares. Cinco anos depois da inauguração, a Defesa Civil da cidade já recomendou que muitas famílias deixem suas moradias, que correm risco de desabar. A qualidade do material usado, segundo a Defesa Civil, é muito ruim.
– Não há fiscalização da qualidade das obras e do uso dos recursos. Muitos empreendimentos têm qualidade muito baixa, diz Inhasz, lembrando que com a falta de recursos públicos, houve uma mudança de foco no programa com escassez de projetos para as famílias de menor renda e mais oferta para faixas de renda maior.
Um levantamento da Controladoria-Geral da União (CGU), divulgado ano passado, mostrou que mais de 56% dos imóveis do Minha Casa Minha Vida feitos para as faixas 2 e 3 do programa vêm com problemas de construção. Os principais defeitos apontados foram às infiltrações, paredes tortas, trincas e vazamentos.
Uma alternativa para reduzir a dependência do Minha Casa Minha Vida de recursos públicos e do FGTS, defende Biderman, da FGV, seria o governo se aproximar do setor financeiro para que essas moradias virem um produto do mercado financeiro, especialmente as fintechs. Para ele, as famílias de menor poder aquisitivo, sempre vão necessitar de um subsídio, mas há outros caminhos para as faixas de maior renda. Hoje, o déficit habitacional está em 7,8 milhões de unidades.
– De uma forma experimental, o governo poderia se aproximar das fintechs (start ups do segmento financeiro) e transformar essas moradias em um produto. As fintechs também poderiam fidelizar esse cliente, com cursos de educação financeira. Isso implicaria na construção de menos unidades, mas fazer um volume de casas muito grande apenas com recursos públicos, como agora, é insustentável, observa Biderman.
O secretário Nacional de Habitação, Celso Toshito Matsuda, faz um balanço positivo dos dez anos do programa. Ele lembra que mesmo no auge da crise econômica, em 2014 e 2015, quando houve redução significativa dos recursos do Tesouro, houve um aumento na oferta de unidades na chamada faixa 1,5 (famílias com renda de até R$ 2,6 mil), contando também com recursos do FGTS .

Agricultor transforma área degradada no Sertão de Pernambuco em reserva ecológica com mais de 500 espécies de plantas


Uma reserva agroecológica com mais de 500 espécies de plantas chama atenção de pesquisadores e de agricultores em Exu, no Sertão de Pernambuco. Esta é uma iniciativa de Vilmar Luiz Lermen, um agricultor agroflorestal paranaense, que com muito esforço, transformou dez hectares cinzas, em uma área verde.

A serra dos Paus Dóias fica há quase 900 metros de altitude. Antes do Vilmar chegar ao local com a família, a área estava totalmente degradada. Muitos não acreditaram, que em meio à caatinga, pudesse surgir um oásis totalmente agroecológico.

"Com muita experimentação, com muita observação, e conversa com as pessoas. Você vai passando nos lugares, vai conversando como é que as pessoas fazem para conviver, para sobreviver, que planta é essa, como ela se dá, e a partir disso vai testando, vai experimentando para ver se aquela informação de fato é válida para esse ambiente onde nós estamos, na chapada do Araripe, há 880 metros de altitude, onde não tem água, a não ser a água da chuva, não tem rios, não tem poços, inacessíveis para as condições da agricultura familiar, e que esse processo entrou e foi sendo validado a partir da experimentação. Fomos vendo que o vizinho fazia de um jeito, a gente fazia de outro, naquilo que a gente errava e que alguém fazia melhor então, eu já via como ele fazia e trazia para cá”, explicou.

Em toda a reserva, já são mais de 500 espécies de plantas, das nativas, como a Palma e o Mandacarú, até as mais exóticas, como a Gliricídia: uma leguminosa, encontrada normalmente nos países da América Central.

O agricultor Vilmar tem mostrado que a convivência com o semiárido é a prova de que se plantando, tudo dá. "Sim. vale aquela primeira frase do Pero Vaz de Caminha quando chegou aqui no Brasil em 1500, né? é possível sim. a gente precisa aprender a captar a energia do sol, através do processo de fotossíntese, né? acumular carbono, acumular todos os nutrientes, fazer a ciclagem, acumular água para que a gente possa usar no período de estiagem, as sementes, guardar os alimentos, guardar forragem para os animais, fazer essa socialização, essa partilha, em que não só se alimentamos nós, os seres humanos, mas os animais, as plantas, os microorganismos que fazem a caatinga ser o sistema altamente resiliente e que hoje tenha o potencial de medicamentos, alimentar, muito grande. E que ainda é muito pouco pesquisado”, esclareceu. (G1)

Lula: ‘Quem nasceu em Pernambuco e não morreu de fome até os cinco anos de idade, não se curva mais a nada’


“Aqui eles têm um pernambucano teimoso” disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista realizada na manhã desta sexta-feira (26). O petista recebeu, na última quinta-feira, a permissão de se encontrar com os jornalistas Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo e Florestan Fernandes Júnior, do El País, para concender a primeira entrevista após sua prisão, em Curitiba.
“Quem nasceu em Pernambuco e não morreu de fome até os cinco anos de idade, não se curva mais a nada” falou o presidente, com a voz falhada. “Você pensa que eu não gostaria de estar em casa? Eu adoraria estar em casa com a minha mulher, adoraria estar em casa com meus filhos, adoraria estar em casa com meus netos, adoraria estar em casa com meus companheiros, mas não faço nenhuma questão. Por que eu quero sair daqui com a cabeça erguida como eu entrei: inocente”

domingo, 28 de abril de 2019

Mais municípios de Pernambuco podem entrar na rota do turismo


Apesar de responder por 4% do Produto Interno Bruto do Estado, o turismo ainda sofre certa carência de investimentos em algumas regiões pernambucanas. Por isso, a Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco (Setur-PE) quer incluir mais municípios do Estado no Mapa do Turismo Brasileiro – iniciativa do Ministério do Turismo que hoje conta com 103 das 185 cidades pernambucanas.
Secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes explicou que o mapa permite que os municípios realizem ações de estruturação da cidade, que também beneficiam a população, com mais facilidade. “Existe uma linha de financiamento através do BNDES, por exemplo, um programa chamado Prodetur + Turismo, que, para fazer jus a esse recurso, é necessário que o município esteja inscrito no Mapa. Já é um atrativo importante”, contou Novaes.
Por isso, a Setur apresentou as novas exigências para que os municípios ingressem e permaneçam no Mapa do Turismo a representantes das cidades pernambucanas na última quinta-feira (25) durante o III Encontro de Municípios das Regiões Turísticas do Estado. O encontro, promovido pela Setur e pela Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) no Recife, reuniu gestores de turismo e prefeitos. Além dos 103 municípios pernambucanos inseridos no Mapa, estavam presentes representantes de 81 municípios ainda não cadastrados, como Cumaru, Gameleira, Ibimirim, João Alfredo, Macaparana, Xexéu, Surubim e Passira.

Afogados. Comissão da Alepe visita barragem de Brotas


Anchieta Santos
O deputado Antônio Moraes (PSDB), que  é o presidente da comissão especial que investiga a qualidade das barragens no Estado e visitou, nos últimos dias, quatro reservatórios, entre eles Jucazinho, em Surubim, que considera o mais preocupante pela sua estrutura já levemente comprometida, está programando no seu roteiro vinda ao Sertão para investigar a barragem de Brotas, em Afogados da Ingazeira.

Audiência Pública referente a Barragem da Ingazeira foi na Câmara de Vereadores de Tabira


Aconteceu na manhã dessa quinta-feira, 25, na Câmara dos Vereadores de Tabira, uma Audiência Pública para abordagem dos problemas que os moradores dos arredores da Barragem da Ingazeira têm enfrentado em questão de acessibilidade e demais transtornos.
Estiveram presentes lideranças políticas e religiosas de Tabira, Ingazeira, São José do Egito e Tuparetama, entre eles, Padre Luizinho, Padre Cícero, Padre Anchieta, Prefeito Sebastião Dias, prefeito Sávio Torres de Tuparetama, vereadores de Tabira (Marcilio Pires, Nely Sampaio) . SJEgito (Rogaciano Jorge e Prof. Claudevan). Ingazeira(Deorlanda Caiçara) e demais municípios vizinhos e representantes de diversos grupos e movimentos. A Advogada Laudicéia Rocha -Presidente da Seccional Afogadense da OAB.