ACADEMIA

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Projeto Educação contra a Sonegação chega a estudantes do Sertão do Pajeú


O projeto Educação contra a Sonegação, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) se deslocou até Afogados da Ingazeira, para levar o debate sobre o tema para os alunos da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Ione de Góes Barros. A iniciativa, que objetiva combater a cultura da sonegação fiscal, foi desenvolvida pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Combate à Sonegação Fiscal (Caop Sonegação Fiscal), em parceria com a Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE), a Secretaria de Educação Estadual (SEE) e o Grupo de Educação Fiscal (GEF).
O projeto já vem atuando há mais de um ano com apresentações culturais voltadas para crianças e adolescentes que estudam na rede pública de ensino. “O Educação Contra a Sonegação foi pensado para esclarecer a importância do imposto para o fim social. E, em uma cultura como a brasileira, voltada para a sonegação como prática comum, influenciada talvez pela malversação do dinheiro público, nos preocupamos em promover essa construção de um novo paradigma, junto à nova geração, de que recolher um imposto não é um sacrifício. Sacrifício é não ter os serviços básicos previstos na Constituição efetivados. Assim, esse projeto conscientiza crianças e adolescentes, para que caia por terra essa ideia de que sonegar é preciso”, enfatizou o procurador de Justiça José Lopes.
Já a diretora do EREM Ione de Góes Barros, Edjane Gomes Almeida, destacou a importância da atuação do MPPE em eventos como esse, de educação como forma de prevenção social. “Na escola devem-se enfatizar as discussões e reflexões sobre honestidade e cidadania. A parceria da escola com o MPPE é muito importante pois o estudante tem acesso não só a informação, como também ao conhecimento técnico de quem está na prática combatendo a sonegação fiscal. Esse trabalho fortalece ainda mais as ações da escola na formação para a cidadania”, disse Edjane.
O evento começou às 8h, com uma palestra inicial sobre o tema ministrada pelo técnico ministerial Josué Valentim. E, por fim, foi realizada uma apresentação teatral do grupo Consuarte, utilizando de ferramentas lúdicas e pedagógicas para abordar o tema com os estudantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.