ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Sport bate Salgueiro e conquista 41º título do Campeonato Pernambucano


Pela primeira vez palco de uma decisão da elite estadual, o Sertão não viu um espetáculo de lances primorosos, mas sim uma final recheada de emoção e polêmica, com o árbitro de vídeo tendo papel fundamental na partida. Entre choros e sorrisos, quem levou a melhor foi o Sport, que bateu o Salgueiro por 1x0, nesta quarta-feira (28), no Cornélio de Barros, e faturou o seu 41º título pernambucano. Ao Carcará, restou lamentar a segunda chance de fazer história, já que também perdeu a final da mesma competição em 2015, para o Santa Cruz. O gol do título foi marcado por Everton Felipe, aos 38 do segundo tempo, num chute espetacular, de fora da área.

Dentro de campo, um primeiro tempo dividido em duas partes: uma para cada lado. Na primeira metade, o time do Salgueiro, regido pela empolgação da sua torcida, conseguia impor uma pressão, mesmo que sem muita organização. Na outra fatia, o Leão despertou e passou a agredir mais o adversário, perdendo duas boas chances de abrir o placar. Praticamente com o mesmo time da primeira partida, disputada incríveis 52 dias atrás, o Carcará perdeu apenas um jogador de lá para cá, que foi Valdeir, um dos nomes principais e que se transferiu para o Desportivo Aves, de Portugal. Sendo assim, o time conseguiu manter o mesmo padrão de jogo, apostando forte na marcação, tendo ainda um trio de zagueiros na primeira linha.

Com isso, o primeiro susto veio dos mandantes. Aos dez, Rodolfo Potiguar bateu falta com violência e assustou Magrão. Em seguida, a zaga leonina falhou e Magrão acabou se equivocando ao sair da área, mas Álvaro cruzou para ninguém no meio da área. Aos poucos, os rubro-negros colocaram a bola no chão e equilibraram a partida, principalmente quando Lenis e Everton Felipe inverteram de lado. Aos 31, em falha na saída de bola do Salgueiro, André bateu forte para a boa defesa de Mondragon. Logo em seguida, o mesmo André recebeu de Diego Souza em excelente condição, mas bateu cruzado para fora.

Na etapa final, o quadro se inverteu. Com mais "fome", o Sport começou com mais postura ofensiva. Mas, emoção mesmo, somente a partir dos 25 minutos. E em lance histórico e decisivo. Assim como na primeira partida, o árbitro de vídeo foi autorizado. Em jogada confusa após escanteio, o Carcará chegou a marcar o gol, em cabeçada. Porém, o assistente anulou o tento. Sem convicção, o árbitro Wilton Pereira recorreu ao vídeo e decidiu anular o gol e gerar revolta da torcida local. Sem ter nada a ver com a história, os rubro-negros pareciam ir levando em banho-maria a partida, até que aos 38 minutos, Everton Felipe recebeu na entrada da área, fingiu que ia abrir na ponta, mas girou, bateu e acertou um chutaço, marcando o gol do título estadual leonino.