ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

terça-feira, 25 de abril de 2017

As virtudes cardeais segundo o Padre Airton Freire


Amanhã, às 20 horas, no Teatro RioMar, o Padre Airton Freire vai se dirigir à plateia para falar sobre um tema apenas: a Fortaleza. Esta primeira apresentação marca o início de uma espécie de "turnê" que o religioso cumprirá, em várias cidades brasileiras, cobrando ingresso no valor de R$ 75, renda que será revertida às obras assistenciais que a Fundação Terra, criada por ele, realiza a partir de sua sede em Arcoverde, Sertão de Pernambuco.
Se, em 2015, Padre Airton aprofundou para o público as três Virtudes Teologais - Fé, Esperança e Amor (ou Caridade) -, em 2017 ele escolheu as quatro virtudes Cardeais para servirem como ponto de aprofundamento na formação espiritual do enorme contingente de seguidores que possui. As virtudes Teologais dizem respeito à religação do homem com Deus e as Virtudes Cardeais tratam da relação que a humanidade mantém entre si. Além da Fortaleza, as outras virtudes Cardeais são a Prudência (sabedoria e bom-senso para realizar o que é correto), a Justiça (que é a busca pelo bem comum, sobrepondo-se às necessidades individuais) e a Temperança (que é a moderação atingida através do autocontrole e da maturidade).
FORTALEZA
“A virtude cardeal da Fortaleza nos mostra que em meio a tanta fraqueza é preciso munir-se de força, para que não sejamos superados em razão dos acontecimentos, para que nos tornemos senhores da situação. Ser forte malgrado a fragilidade, vencer apesar dos limites das dificuldades. A virtude da Fortaleza nos ensina que temos condições de superação sem que tenhamos de passar por um limite de saturação”, explica Padre Airton,
Para o religioso, cultivar a fortaleza é também uma forma de superar adversidades internas, impostas pelo ritmo opressor que as demandas da modernidade exercem sobre todos nós. Ainda neste primeiro semestre (em data a ser definida) a explanação do Padre Airton voltará seu foco para a Prudência, ficando as outras duas virtudes para o segundo semestre de 2017.
"Ser prudente não rima com ser covarde. A pessoa que é prudente sabe fazer a coisa certa no momento certo e aprende até com erros passados. Se a gente puder conjugar prudência com fortaleza, certamente estará capacitado tanto para executar o planejado como para superar o inesperado. Ser prudente para não cair por seus próprios pés, para não viver o revés, para não viver à revelia", afirma o religioso.
O objetivo dessas palestras, segundo ele, é ajudar as pessoas a refletirem sobre a realidade que as cerca, e que está constantemente desafiando a capacidade de ser virtuoso. "É justamente aí que está a origem da designação ‘cardeais’ dada a essas virtudes, uma vez que elas funcionam como uma bússola a orientar a direção correta. Para que possamos vencer qualquer obstáculo", ensina o padre.
TEMPERANÇA E JUSTIÇA
No segundo semestre, Justiça e Temperança ocupam a pauta das palestras, concluindo as duas virtudes Cardeais restantes. "A virtude da temperança significa equilíbrio. É possível ser misericordioso e justo. Nisso consiste a temperança. Não ser precipitado no decidir, no julgar e no agir. Ela nos ajuda a saber a medida certa para o momento certo. Nem tanto ao mar nem tanto a terra. Considerar também que o outro pode ser atravessado por uma fragilidade. A temperança considera os atenuantes, além dos agravantes, para poder proceder, primeiramente em relação a si mesmo, com equidade. E saber que em si mesmo, residindo uma fraqueza, ter a medida certa quando se dirigir ao outro. Temperança e justiça precisam caminhar lado a lado. Nem a frieza da razão, nem a tirania da paixão", conclui Padre Airton Freire.