ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Sport empata com Náutico e se classifica para final do Pernambucano contra Salgueiro


Deu Sport. Leão e Náutico empataram, neste domingo, em 1 a 1, na partida de volta da semifinal do Campeonato Pernambucano, na Arena de Pernambuco. O Timbu saiu na frente, com Giovanni, mas permitiu a igualdade na primeira etapa, com Matheus Ferraz. Como havia vencido o primeiro confronto, na Ilha do Retiro, por 3 a 2, o Sport avança à final da competição, na qual encara o Salgueiro. Ao Náutico, sobrou a decisão pelo terceiro lugar contra o Santa Cruz.
Com a necessidade da vitória, o Timbu foi mais incisivo desde o início do jogo. O Sport estava armado para o contra-ataque, mas tinha problemas no setor de defesa. Com Diego Souza aberto pela direita, a marcação por aquele lado era falha – já que o jogador não voltava para acompanhar as subidas do ataque alvirrubro.
Era pelo outro lado, porém, que o Timbu era mais perigoso. Porque o jovem Erick chamou a responsabilidade. Infernizou a vida de Mena e foi a válvula de escape do Náutico o tempo todo. Coisa que nem Diego Souza, nem Rogério – os “pontas” do Leão – conseguiram ser. André também não. Em mais uma jornada fraca, o atacante perdeu uma ótima oportunidade e foi, novamente, substituído. Desta vez, no intervalo, para a entrada de Lenis.
Mas, apesar do Náutico ter sido um pouco melhor, a etapa inicial acabou empatada por 1 a 1. O Timbu saiu na frente, com Giovanni. Três minutos depois, no entanto, o Leão empatou, com Ewerton Páscoa. Os dois gols surgiram de bola parada.
Na volta para o segundo tempo, Milton Cruz não mexeu. Ney Franco fez a alteração no ataque: André por Lenis. Assim, Diego foi jogar mais enfiado, como centroavante, mas tendo liberdade para voltar, e o colombiano foi tentar resolver o buraco do lado direito.
A alteração deu resultado. O lado direito do Sport melhorou, enquanto Erick caiu de produção no lado oposto. Ainda assim, o Timbu teve mais volume e presença ofensiva. O Leão não produziu muito, mas teve duas grandes chances, em que Rogério, numa delas, parou nas mãos de Tiago Cardoso, e na outra botou por cima.
O Náutico, por outro lado, tentou até o fim. Chutou de fora, cruzou bolas, buscou lances individuais. Neste momento do jogo, porém, a defesa do Leão estava segura. E garantiu o empate e a classificação para a final do Pernambucano.