ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

sábado, 15 de julho de 2017

Patrimônios Vivos de 2017 são anunciados pela Fundarpe; ator José Pimentel está entre eles


A lista de Patrimônios Vivos de Pernambuco reconhecida pela Fundarpe acaba de aumentar. São mais seis nomes, que vão ganhar, além do reconhecimento oficial de sua importância para a cultura pernambucana, uma bolsa vitalícia. O ator e diretor José Pimentel, a parteira Maria dos Prazeres, o fundador do Balé Popular do Recife André Madureira, o músico Mestre Chocho, decano do choro no Estado, o Reisado Inhanhum de Santa Maria da Boa Vista e Sociedade de Bacamarteiros do Cabo foram os contemplados em votação realizada na sede do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC). A partir desta quinta-feira, Pernambuco passa a ter 51 Patrimônios Vivos. A entrega do título será realizada no dia 17 de agosto, no Teatro de Santa Isabel, juntamente com a cerimônia dos vencedores do 2° Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho.
 
A escolha de José Pimentel (foto), de 82 anos, contempla o teatro como linguagem artística no prêmio e também vem como uma boa notícia após os problemas de saúde que o artista sofreu no fim de 2016, incluindo uma embolia pulmonar. A ideia de concorrer, segundo ele, partiu da deputada estadual Priscila Krause (DEM).
 
O edital dos Patrimônios Vivos está em sua 12ª edição e é o primeiro após a sanção da Lei do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco, em dezembro de 2016, que ampliou de três para seis o número de vencedores anuais, além de aumentar o valor das bolsas para R$ 1.600 para pessoas físicas e R$ 3.200 para grupos culturais por mês. As defesas orais para os 61 candidatos ao título deste ano foram realizadas de 5 a 8 de julho. 
 
Saiba mais sobre cada ganhador:
 
Maria dos Prazeres - Dona Prazeres, como costuma ser chamada, já fez mais de cinco mil partos e foi a primeira presidente da Associação das Parteiras Tradicionais e Hospitalares de Jaboatão dos Guararapes, fundada em 1994. Seu trabalho à frente da organização ajudou a formar um inventário das práticas tradicionais de obstetrícia e seu reconhecimento oficial.
 
Mestre Chocho - Com mais de 70 anos de carreira e 93 anos de idade, Otaviano do Monte, ou Mestre Chocho, é um dos maiores representantes do choro em Pernambuco. Toca violão, cavaquinho e bandolim, além de compor.
 
André Madureira - André Madureira é fundador, diretor e coreógrafo do Balé Popular do Recife, que existe há mais de 25 anos e é reconhecido internacionalmente. A iniciativa de André em criar um método de dança, chamado “brasílica”, e um banco de passos permite a grande divulgação dos folguedos nordestinos.
 
José Pimentel - Como encenador e autor, notabiliza-se pelos grandes espetáculos históricos que monta ao ar livre. Como ator, ganha notoriedade por viver o papel de Jesus, por mais de três décadas, em encenações da Paixão de Cristo, que ele próprio dirige.
 
Reisado Inhanhum - Tradição do sertão do São Francisco, as primeiras atividades do Reisado do Inhanhum estão associadas às festas de reis que acontecem desde o século XVIII na comunidade Quilombola de Inhanhum, no município de Santa Maria da Boa Vista. Nos últimos dez anos, participa ativamente de festivais de cultura e promoveu festas de Santos Reis entre 2011 e 2013, contribuindo para valorização e divulgação do Reisado.
 
Sociedade dos Bacamarteiros do Cabo - Com mais de cinquenta anos de existência, ela faz parte da Federação dos Bacamarteiros de Pernambuco e realiza oficinas de inclusão digital, canto coral e aulas de pífanos. A entidade também gere o Museu Olimpio Bonald de Bacamarte, no Cabo de Santo Agostinho.