ACADEMIA

tok china e loja de motos

tok china e loja de motos

sábado, 6 de maio de 2017

Tabira: Marcílio e Djalma avaliam os 100 dias do governo Sebastião Dias


Juntar o líder do Governo Marcilio Pires e o líder da oposição Djalma das Almofadas, foi a forma que a Rádio Cidade FM encontrou para analisar os Cem Dias da administração Sebastião Dias.
Admitindo que administração perfeita não existe, Dr. Marcílio disse enxergar avanços na saúde com destaque para o novo Posto de Saúde da Família no Bairro Viturino Gomes; conquistas na educação com capacitação dos profissionais e a implantação do Programa Universidade no Meu Quintal.
Na área de infraestrutura elogiou a disponibilidade do Secretário Claudio Alves; a manutenção dos programas na Assistência Social, além da recuperação de estradas e perfuração de poços na Agricultura.
O Líder do Governo demonstrou não saber que o Município não tem Conselho do Bolsa Família e nem a mudança de comando no de Vigilância Sanitária. Sobre onde atuam o filho do Prefeito Alan Dias e o ex-vereador Mário Amaral (que recebe salário de Secretário), o líder governista respondeu que Alan atua como consultor da saúde e Mário como Assistente de Saúde, mas não deixou claro onde o ex-vereador executa o seu trabalho.
Líder da Oposição o vereador Djalma das Almofadas atacou a falta de médico no PSF no Bairro de Fátima por perseguição política; ausência de medicamentos nos postos; gastos exorbitantes do gestor com diárias; gastos de R$ 7 milhões da repatriação sem justificativa; R$ 105 mil reais em pneus para a educação e a frota segue com os mesmos pneus; redução de 50% na quantidade de merenda para os alunos; contratação de funcionário fantasma na educação e Assistência Social inoperante com Bolsa Família apresentando os mesmos problemas.
Djalma elogiou as presenças de Zeza na Secretaria de Saúde e considerou positivo o trabalho de Cléo Diniz no Hospital. Convidado a dar uma nota aos 100 dias da gestão Sebastião Dias, o líder governista Marcilio Dias deu nota 7 aprovando; enquanto o líder da oposição Djalma das Almofadas deu nota 2, reprovando.